Esperando encontrar o cônjuge – 7 dicas de esperança


Por Bruna Bugana

"Quanto mais conheço o mundo, mais me convenço de que jamais encontrarei um homem que eu possa realmente amar" disse Marianne Dashwood, personagem de Jane Austen, dando voz aos sentimentos de muitas mulheres.

A estória de “Razão e Sensibilidade” acontece por meados do século XIX, mas a angústia desta fala parece mais atual do que nunca! Naquela época, homens e mulheres não precisavam debater sobre suas diferenças na sociedade, era suficientemente claro que, apesar de iguais em valor, masculino e feminino exerciam diferentes funções. As mulheres se preparavam para serem boas donas de casa, boas esposas e boas mães. Os homens, por sua vez, eram educados a serem provedores viris, o porto seguro de suas famílias, como pais e maridos exemplares.

Os anos se passaram e as coisas mudaram. Certos valores foram perdidos em algum lugar da história e as pessoas decidiram buscar uma independência alheia àquilo que seus antepassados tinham por certo. Como resultado disto, temos hoje uma realidade que faria a Senhorita Dashwood ficar desolada de vez! Até mesmo dentro das igrejas este caos é evidente e muitas cristãs já não têm certeza se um dia se casarão com um homem decente. Se você é uma dessas moças que precisam de uma dose de esperança, não deixe de ler as sete dicas a seguir:

1. Há tempo para todas as coisas

Sim, eu sei. Imagino que você já tenha ouvido isso milhões de vezes! Porém, o fato de estar cansada de escutar, não torna esta frase menos verdadeira. Há tempo para todas as coisas (Ec. 3) e se o que você deseja não está se cumprindo hoje, é simplesmente porque não é a hora de acontecer. Peça ao Senhor sabedoria para viver cada segundo de sua vida se ocupando com aquilo que Ele requer de você no presente.

2. Seja grata

Tenha em seu coração gratidão ao Senhor por cuidar de você e suprir suas necessidades. Lembre-se: você pode não ter o que quer, mas tem tudo que precisa (Mt 6:25-32). Um marido não será a solução para sua ingratidão!

3. Ore

Naqueles dias difíceis, quando se sente imersa em solidão, ore. Naqueles dias alegres, quando nada parece faltar, ore também. A verdade é que em todo momento precisamos estar voltadas para Deus, seja em meio a lágrimas ou sorrisos. A oração conformará seu coração à vontade de Deus, tornando-o submisso ao Criador.

4. Não dê ouvidos

Muitas pessoas poderão lhe chamar de exigente ou dizer que você acabará ficando “para titia”. Não se importe com isso. Dar ouvidos às exigências sociais modernas lhe enfraquecerá e você poderá abaixar os padrões bíblicos que definem um bom homem para padrões socialmente aceitáveis, e tenha certeza de uma coisa: morrer solteira é mais fácil do que enfrentar anos dentro de um casamento deficiente! Por isso, espere o Senhor te apresentar um homem honrado e não qualquer pessoa que te empurrarem pela frente.

5. Esteja aberta às opções

Não, não estou me contradizendo. Óbvio que você deve manter os padrões bíblicos que definem um bom pretendente, mas preste atenção! Não ache que as Escrituras definam como modelo de virtude um rapaz que se pareça com um modelo de revista ou que seja exatamente 10cm mais alto que você. Apesar de não ser essencialmente ruim o fato de sonhar com seu “príncipe”, tenha em mente que ele pode não vir em um cavalo branco e ainda sim ser o homem que o Senhor preparou para você.

6. Cuidado com as tentações

Estar disponível para um relacionamento não lhe dá o direito de flertar com quem quiser da forma quiser ou ficar vendendo seu peixe por aí. A conquista entre os sexos é uma fase boa e saudável, mas o desespero para conquistar e ser conquistada só demonstra falta de confiança no Senhor. Por isso, tenha calma e seja discreta. Nada de ficar se exibindo por aí de forma imodesta, despertando luxúria em possíveis pretendentes. Você não conseguirá nada além de pecado e exposição dessa forma.

7. Seja você a mudança

Muitas amigas me procuram se queixando de não encontrarem um rapaz maduro mesmo dentro das igrejas. Apesar de muitos terem acesso a uma boa teologia, ainda não passaram da idade mental da adolescência: não sabem como tratar uma mulher com respeito, não são dados ao trabalho, só conversam sobre videogames, dentre outras coisas, para o lamento feminino. Estou ciente de que precisamos urgentemente chamar esta geração para um despertamento! Porém, isto vale para os dois lados! Não fique de braços cruzados criticando os homens sem mover uma palha para ser uma mulher melhor. Há tantas coisas para se aprender até o momento de dizer “sim” no altar! Aproveite esse tempo de solteira para se preparar melhor para o futuro matrimônio, sabendo que este preparo envolverá lições técnicas (como cozinhar melhor, passar bem uma roupa e organizar rotinas) como lições complexas (como ser mais paciente, educada ao falar e submissa às autoridades). Não espere a mudança vir de fora, peça a Deus que a capacite, iniciando esta transformação dentro de você.

Na vida as coisas nem sempre saem do jeito que planejamos. Talvez aos 45 anos você ainda esteja solteira ou talvez se case aos 18 com algum rapaz casto bem aquém dos padrões de beleza. A verdade é que nós não sabemos o que nos sucederá amanhã, mas podemos confiar na bondade e no cuidado do nosso Deus. Seus propósitos eternos são muito maiores do que nossas expectativas terrenas. Que seu maior desejo seja sempre irradiar a luz de seu Deus em cada fase de sua vida, seja ela com um marido ou não.

Bruna.

You Might Also Like

3 comentários

  1. Uau! Que belo texto! Adorei a parte: um marido não será a solução para sua ingratidão. Simples, direto e verdadeiro. Parabéns !

    ResponderExcluir
  2. Uau! Adorei a parte: um marido não será a solução para sua ingratidão. Simples, direto e verdadeiro. Belo texto! Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Amei essa postagem... Realmente as vezes passa pela cabeça que nós mulheres solteiras não encontraremos o marido enviado de Deus. Eu mesma muitas vezes já pensei sobre isso nos meu momentos de solidão. Bem mais Deus nos prepara palavras boas como nesse texto e renova nossa esperança. Sou grata pelos anos de solteira e por cada lição aprendida até hoje 😁. Um beijo da Fabi

    ResponderExcluir

Popular Posts