A História da Nossa Vida: reflexões sobre a história do Natal (E-book grátis)


(Esse texto é a ultima de 24 partes do E-book Devocional de Advento 'A História da Nossa Vida: Reflexões sobre o Advento de Natal' disponível para download aqui!)

Charles Dickens não estava errado quando falou sobre o espírito passado, presente e futuro do natal. O Natal não é apenas uma história do passado, mas uma história que impacta o nosso presente e determina o nosso futuro. E é por isso mesmo que a história do Natal se confunde com a história da nossa vida.

Toda a história da nossa vida é definida pela história do Natal: passado, presente e futuro. No passado, o Deus Criador dos céus e da terra, enviou seu filho como salvador do mundo. No presente, somos salvos por Cristo e o Deus Consolador habita em nós. No futuro, seremos salvos da ira vindoura e o Filho de Deus, nascido naquela noite fria de Natal, virá novamente para nos buscar, restaurar todas as coisas e reinar eternamente com poder e glória.

Sim, a história do Natal ainda não acabou. Todos aqueles que viveram antes de nós viveram em esperança e creram nas promessas feitas pelo Deus do Universo. Embora tenham morrido e não tenham visto com os próprios olhos o cumprimento de muitas delas, viveram firmados na fé no que viria e desfrutaram das bençãos de uma vida diante de Deus, aguardando confiadamente pela realização de cada uma delas.

“Todos eles morreram na fé e, embora não tenham recebido todas as coisas que lhes foram prometidas, as avistaram de longe e de bom grado as aceitaram. Reconheceram que eram estrangeiros e peregrinos neste mundo. Evidentemente, quem fala desse modo espera ter sua própria pátria. Se quisessem, poderiam ter voltado à terra de onde saíram, mas buscavam uma pátria superior, um lar celestial. Por isso Deus não se envergonha de ser chamado o Deus deles, pois lhes preparou uma cidade.” Hebreus 11:13-16.

Nós, hoje, deste ponto da história, contemplamos o cumprimento de tanto mais. Vimos a provisão do Deus Criador, vimos o cuidado do Deus Redentor, vimos o sacrifício do Deus Salvador e experimentamos a companhia do Deus Consolador. Que visão privilegiada e que perspectiva maravilhosa da história nós temos!

Mas assim como aqueles que viveram antes de nós, ainda andamos como estrangeiros e peregrinos neste mundo, aguardando por nossa pátria, uma pátria superior, um lar celestial, prometido por Deus para todos aqueles que o amam e confiam nele. Sim, a história do Natal é uma história também do futuro. De promessas que ainda não se cumpriram. Promessas de que todo choro e toda dor passarão, promessas de que o pecado e a morte não terão mais lugar. Promessas de que nosso corpo mortal será revestido e imortalidade. Promessas de que toda a natureza que hoje geme será restaurada. Promessas de um Novo Céu e uma Nova Terra. Promessas da comunhão eterna com o nosso Rei para todo o sempre.

E assim como aqueles antes de nós, continuamos guardando firme a esperança tendo por testemunho tudo o que Deus já fez até aqui - na história e nas nossas vidas. Temos certa a confiança de que aquele que cumpriu cada uma das suas promessas até aqui, assim fará com todas as promessas que ainda aguardamos.

A história do Natal é uma história que ainda não acabou. É a história do nosso passado, do nosso presente e do nosso futuro porque ainda aguardamos Aquele que prometeu que vai voltar. A história do Natal também é uma história eterna porque eternamente adoraremos e daremos toda a glória àquele que é o Verbo Criador de todas as coisas, o Filho Aguardado, o Descendente Prometido, o Cordeiro Sacrificado, o nosso Rei Eterno. A única história de que verdadeiramente se pode dizer ao final: e viveram felizes para sempre.

“Então vi um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra tinham passado; e o mar já não existia. Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, preparada como uma noiva adornada para o seu marido. Ouvi uma forte voz que vinha do trono e dizia: 'Agora o tabernáculo de Deus está com os homens, com os quais ele viverá. Eles serão os seus povos; o próprio Deus estará com eles e será o seu Deus. Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem já passou'. Aquele que estava assentado no trono disse: 'Estou fazendo novas todas as coisas!' E acrescentou: 'Escreva isto, pois estas palavras são verdadeiras e dignas de confiança'. Disse-me ainda: 'Está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim'.” Apocalipse 21:1-6

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts